» Notícia
Projeto da Faculdade de Direito busca detectar e auxiliar crianças vítimas de violência
Publicado em: 04-07-2017

Com a expectativa de atingir 23 mil crianças de 4 a 10 anos, em fase escolar, conscientizando sobre os direitos, deveres e buscando detectar e diminuir ocorrências de violência intrafamiliar, o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) e o Núcleo de Atividades Complementares (Nace) da Faculdade de Direito da Universidade de Rio Verde – UniRV, em parceria com a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), idealizaram o projeto “Abrindo os olhos, rompendo o silêncio”.  Ao longo dos meses de maio e junho deste ano, as equipes que trabalharão no projeto passaram por capacitação.  As atividades, em campo, começarão a partir do mês de agosto.
 
O projeto trata-se de uma ação permanente e baseia-se nos fundamentos do Estatuto da Criança e do Adolescente, nas questões relativas a Direitos Humanos, e foi idealizado a partir de observações da Deam e do NPJ/UniRV, ao lidar com as questões relativas as crianças em situação de vulnerabilidades intrafamiliar, seja por meio de denúncias ou procedimentos em delegacia, ou em atendimento pelos advogados do NPJ/UniRV na Vara de Família e do Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Rio Verde.  
 
Por meio de palestras e abordagem lúdica, a ação trabalha três pontos fundamentais. Primeiramente busca detectar violência intrafamiliar, num segundo momento, auxiliar as crianças quando em situações de vulnerabilidades, e, em terceiro diminuir possíveis ocorrências de violência intrafamiliar. Segundo a coordenadora do NPJ, professora Ma. Scheila Gomes França, as equipes formadas visitarão as escolas municipais de Rio Verde e dos seus Distritos, com temas baseados na obra “Pipo e Fifi”, de autoria da pedagoga especialista em Educação Sexual e Arte-Educação, Caroline Arcari, hoje a frente da Escola do Ser. “No dia 11 deste mês, às 8h, na sede da Delegacia Regional de Polícia Civil, a própria Caroline Arcari proferirá palestra de encerramento da capacitação das equipes (30 pessoas divididas em grupos de dez participantes)”, disse.
 
Equipes que visitarão as escolas passam por capacitação 
 
No início do 2º semestre ocorrerá a capacitação dos acadêmicos que também participarão do projeto, e as equipes formadas partirão para a efetivação do cronograma de ação nas escolas. “O cuidado da organização do Projeto em capacitar todos os participantes é para que a equipe seja coesa na forma de abordagem verbal com as crianças, na discussão de temas específicos, bem como na forma de encaminhamentos das crianças a ajuda necessária quando detectado algum problema, seja de ordem psicoemocional ou jurídica”, acrescentou.
 
Segundo a coordenadora, a inovação do projeto é que todas as redes de atendimentos aos direitos das crianças foram convidadas a integrar a ação, para que assim, tenha-se maior efetividade no socorro emergencial e abertura dos procedimentos legais. “O foco do programa é detectar o problema e dar condições a criança de não só expressar sua situação específica, mas também ter os procedimentos legais ou de apoio psicossocial efetivados em maior celeridade”, afirmou.
 
Participam efetivamente do Projeto e estarão em campo a partir de agosto de 2017, juntamente com os acadêmicos do curso de Direito e sob orientação da Deam/RV e NPJ as seguintes professoras da UniRV: Professoras Ma. Carolina Merida, Flávia Köersteke Roque, Ma. Línia Dayane Machado, Nathália P. C. Lacerda, Núbia França Tavares, Scheila G. França e Valéria de M. Santa Cruz Mesquita.
 
O projeto conta ainda com o apoio e participação efetiva dos Conselhos Tutelares de Rio Verde, da Equipe da Vara de Família e Sucessões da Comarca de Rio Verde, da Secretaria Municipal de Educação, da OAB-GO/Subseção de Rio Verde, de Psicólogos e acadêmicos de Psicologia da UniRV, do Cursos LFG e do Vereador Lucivaldo Tavares Medeiros. Todos as pessoas e órgãos envolvidos estão sob orientação da Delegada Titular da Deam, Jaqueline Camargo Sielski e da Coordenadora do NPJ/UniRV, professora Ma. Scheila G. França. 
 
Assista a matéria veiculada no Jornal Anhanguera desta segunda-feira, 04. 





Voltar

NOSSOS CAMPUS
Campus Rio Verde
Fazenda Fontes do Saber,
Caixa Postal 104
Cep: 75901-970 - Rio Verde - Goiás Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h - 19h às 22h
Campus Aparecida
Avenida das Palmeiras, chácaras 26 E 27,
Jardim dos Buritis
CEP: 74923-590
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h

Campus Caiapônia
Av. Ministro João Alberto, 310,
Nova Caiapônia, CEP: 75.850-000
Caiapônia - Goiás
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h - 19h às 22h
Campus Goianésia
Rua 12, nº 288, Setor Sul, Prédio Sec. Mun. de Educação, 2º andar
Goianésia - Goiás
Cep: 76.380-000
Atendimento:
7h às 11h - 13h às 17h